Posts

Relações entre a escrita e a fala?

Quais as relações entre a escrita e a fala?

O processo de aprendizagem que favorece a fala e a escrita é algo que deve ser acompanhado e orientado de perto pelos educadores e psicopedagogos. Afinal, o momento em que ocorre o despertar de tais habilidades é logo na primeira infância, período crucial para o desempenho de práticas que podem estimular a independência dos pequenos. A consciência fonológica é o que permite essa possibilidade na vida de todos nós. Além disso, ela representa a relação em comum entre fala e escrita.

Definindo consciência fonológica

A consciência fonológica pode ser definida como a habilidade que todos nós temos em manipular os sons provenientes da nossa língua. Isso significa que a criança passa a obter a capacidade de perceber que uma palavra pode começar ou terminar com o mesmo som, por exemplo. Outro dado importante é que a consciência fonológica ocorre quando a pessoa sabe que existem  termos grandes e pequenos, além da existência de frases em determinados tamanhos e formas.

A importante presença da escola

É sempre importante dizer que a experiência adquirida na escola favorece, e muito, a aprendizagem dos pequenos. A consciência fonológica é um processo que vem antes da alfabetização das crianças e ela contribui diretamente com a fala e a escrita na formação da criança. Importante ressaltar que a consciência fonológica permite que os baixinhos reconheçam o som das letras e das palavras pertencentes da língua.

O aspecto interdisciplinar da consciência fonológica favorece o processo de aprendizagem da fala e da escrita por proporcionar à criança as maneiras que devem ser utilizadas na pronúncia das palavras e na forma de colocá-las no papel. No entanto, é necessário ressaltar que o tempo das crianças precisa ser respeitado.

Isso é explicado porque na faixa dos 3, 4, 5 anos os pequenos devem estar sob o aspecto lúdico do aprendizado, mesmo sendo estimuladas à prática de uma escrita e de uma fala em aprimoramento. O interessante é que os educadores podem induzir a consciência fonológica e tais habilidades com o uso de brinquedos e objetos diversos que despertem a atenção da criança durante o ensino.

A presença dos fonoaudiólogos na vida dos pequenos

Além dos especialistas já citados anteriormente, não podemos deixar de citar os fonoaudiólogos como grandes contribuidores para o desenvolvimento dessas habilidades. Os profissionais trabalham não só a fala, mas a linguagem como um todo.

Vale relembrar também que o fonoaudiólogo é o responsável por traçar, junto com as diretrizes da equipe pedagógica, exercícios que trabalhem a oralidade. Isso significa que o profissional utiliza materiais gráficos para estimular a leitura e, assim, analisar os problemas apresentados pela criança.

Outro fator importante é a associação das funções do fonoaudiólogo ao planejamento escolar, sendo que a comunicação do estudante é um detalhe primordial de todo o processo pedagógico. Mesmo que esses profissionais não pertençam de fato à área pedagógica, vale dizer que eles representam uma importante parceria na proposição de soluções que visem dar à criança e aos seus pais melhores resultados em sua linguagem.

Atividades que podem trabalhar a fala e a escrita

A aprendizagem das crianças está ligada a uma absorção mais fluida do conteúdo passado para elas. Com isso, as atividades que prezam mais pelo aspecto lúdico do ensinamento tendem a favorecer e muito o desenvolvimento da fala e da escrita de todas elas.

Fonte : Neurosaber.com.br

Atendimento Psicopedagógico Domiciliar

Atendimento Psicopedagógico Domiciliar

Nos últimos 5 anos tenho percebido que nossa profissão entrou em um clico de expansão , tanto em consultório/clínica quanto na área domiciliar . O serviço de atendimento domiciliar realizado pelo psicopedagogo é relativamente recente.

Por ser um novo e amplo mercado de trabalho, este proporciona ao cliente um tratamento diversificado, atendendo as necessidades especiais de cada um no conforto de sua residência, assim  como crianças que os pais trabalham o dia todo e não teriam a possibilidade de serem atendidos em outro local.

O Psicopedagogo pode atuar tanto na Saúde como na Educação, uma vez que o seu saber visa compreender as variadas dimensões da aprendizagem humana. Dessa forma, o atendimento psicopedagógico domiciliar é realizado na residência, na instituição de Ensino ou em hospitais com crianças ou adultos internados, sempre em parceria com a equipe multidisciplinar da instituição. Atuando na prevenção e tratamento das dificuldades de aprendizagem e na intermediação de questões afetivo-emocionais.

atendimento psicopedagógico clínico não está restrito apenas ao consultório. A procura pelo atendimento domiciliar (na casa do aluno) tem aumentado, principalmente, em razão das necessidades específicas dos alunos e pais (falta de tempo ou dificuldade para se deslocar até o consultório, estar próximo aos familiares etc.)

Esse tipo de atendimento proporciona ao aluno um tratamento diferenciado, o que influência grandemente nos resultados.

Vantagens do atendimento em domicílio

  • O aluno está em um ambiente conhecido e adaptado por ele.
  • Por parte do profissional, brevemente é possível notar padrões de comportamento e de reações do aluno.
  • de observar a dinâmica da residência em diversos contextos e acontecimentos.
  • observação do relacionamento dos responsáveis ou demais cuidadores com o aluno.
  • observação de como o aluno interage com os objetos e pessoas do próprio ambiente familiar.
  • observação de como se estrutura o ambiente familiar e o que ele pode oferecer de estímulo positivo e negativo.
  • observação da rotina diária do aluno.

Não posso deixar de alertar algumas desvantagens : 

  • Relacionamento entre profissional e família pode ultrapassar a ética
  • Barulho na residência
  • Descompromisso com horário
  • Atraso em pagamento

Veja algumas opções de pagamento para esse tipo de Atendimento:

O profissional deverá cobrar pela sessões/visitas (esse valor deve ser estabelecido pela profissional ) 

  • O primeiro um pacote completo: nesse caso soma-se o valor da sessão + transporte + alimentação.
  • O segundo: o valor das sessões e as despesas por conta do contratante.

É importante sempre dar opções de pagamento aos clientes. Mas, você pode estar se perguntando:

“Como receber os pagamentos desses clientes?” 

“Qual meio de pagamento devo escolher para diminuir a inadimplência?

Bom, você tem muitas opções e o mais indicado é oferecer todas as formas de pagamento.

Depósito em conta/Transferência bancária ou Dinheiro . 

Se você esta pensando em atender esta demanda , te aconselho a começar agora !