MAPAS MENTAIS …COMO FAZER ?

Mapa mental, é o nome dado para um tipo de diagrama, sistematizado pelo psicólogo inglês Tony Buzan, voltado para a gestão de informações, de conhecimento e de capital intelectual; para a compreensão e solução de problemas; na memorização e aprendizado; na criação de manuais, livros e palestras; como ferramenta de brainstorming (tempestade de ideias); e no auxílio da gestão estratégica de uma empresa ou negócio.

Os mapas mentais procuram representar, com o máximo de detalhes possíveis, o relacionamento conceitual existente entre informações que normalmente estão fragmentadas, difusas e pulverizadas no ambiente operacional ou corporativo. Trata-se de uma ferramenta para ilustrar ideias e conceitos, dar-lhes forma e contexto, traçar os relacionamentos de causa, efeito, simetria e/ou similaridade que existem entre elas e torná-las mais palpáveis e mensuráveis, sobre os quais se possa planejar ações e estratégias para alcançar objetivos específicos.

Como Montar ?

Folha A4

O melhor mapa mental para se aprender é o que é feito a mão, o material que uso são folhas A4 deitadas, pois com ela nessa posição consigo fazer um melhor aproveitamento do espaço.

Caneta

Isso mesmo, eu recomendo você usar uma caneta para fazer seus mapas mentais, isso porque o lápis te da muita tentação a refazer algo que anotou para deixar mais “bonitinho” e isso toma muuuuito tempo, tempo esse que você poderia estar aprendendo.

Material de Colorir

Eu normalmente uso lápis de cor, canetinha e giz de cera. Eles são materiais acessíveis e que não sujam a folha na hora de colorir.

 

 

Conteúdo

Tema principal

O mapa mental sempre começa com o tema principal no centro da folha.

Ramos

Depois de definir o elemento principal você puxa elementos que se ligam diretamente com ele, e cria os ramos principais do seu mapa mental. Depois de criar um ramo principal, você liga outro ramo a ele, que se torna o subtópico do ramo principal e com isso você vai aprofundando cada vez mais sua aprendizagem.

como-fazer-mapas-mentais-2

 

É importante que você não escreva várias frases nos seus ramos, é sempre legal usar palavras-chave para um determinado assunto, por exemplo:

“Quem inventou a lâmpada foi Thomas Edison”

No ramo você colocaria apenas: Thomas Edison-Lâmpada
Ou quem sabe você pode até se aventurar e desenhar uma lâmpada 😉

Outra detalhe importante é sempre utilizar as cores, e se elas tiverem significado específico melhor ainda! Por exemplo, eu uso sempre a cor amarelo claro para indicar que o que estou escrevendo é uma ideia minha e não do autor que estou lendo/vendo. Então toda vez que pego algum mapa mental meu, e vejo a cor amarela, já sei que aquilo foram conclusões minhas que anotei.

Não esqueça de também colocar desenhos no seu mapa mental sempre associando com o que você escreveu. Os desenhos facilitam muito sua memorização.

Informação

Onde busco informações para criar meus mapas mentais?

Cabeça

Você pode buscar informações na sua própria cabeça, com assuntos que você já conhece, por exemplo, imagine que você tenha que escrever um texto sobre determinado assunto, o mapa mental é uma excelente forma de você reorganizar as informações sobre esse assunto que já estavam com você. Quando você colocar tudo no papel, vai ficar muito mais fácil de você fazer associações, e consequentemente, escrever seu texto.

Livros/Áudios/Vídeos/Aulas

Busque também informações novas em várias mídias, o mais comum e mais fácil é mapear livros, porque você tem muito mais controle sobre o tempo, podendo anotar e sempre inserir novas informações quando quer.

Mas e quando você está em uma aula ao vivo e não consegue pausar seu professor?

A sugestão que dou é que você treine com áudios e vídeos disponíveis na internet, quando você conseguir extrair seu mapa mental de um vídeo, sem precisar pausar, você está preparado para fazer seu mapa mental de uma aula ao vivo, o que vai te ajudar muito para revisar o conteúdo aprendido no dia.

Aprendizagem 3D

Você já assistiu algum filme em 3D no cinema? E você sabe como ele funciona? O 3D nada mais é do que uma imagem em cima da outra, onde uma delas fica ligeiramente deslocada, dando a sensação de profundidade. Daí vem a analogia que faço. Quando você junta duas fontes de informações, como por exemplo, ler um livro e ouvir o áudio book desse mesmo livro você consegue aprender com muito mais profundidade e é por isso que chamo essa forma de aprender de aprendizagem 3D

 

como-fazer-mapas-mentais-3

Se inspirem nestes Mapas …

         

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *